terça-feira, 18 de dezembro de 2007

A ponte e o pulo

Se sentou no meio fio. Sujando toda a calça que a mãe tinha lhe comprado no natal passado.
Era uma calça bonita. Vermelha e preta, quadriculada. Tá certo, a calça não era bonita, nem tinha nada de especial. Mas a mãe dele havia dado aquele presente com tanto carinho, que tornava a calça bonita. Se chama Dan, e tinha 15 anos. Era um moleque, que perdeu a mãe em um trágico acidente de carro. Dan sentia falta da sua mãe. Seu pai era um bom sujeito, mas mãe é sempre mãe, e ele sentia falta da dele.
Dan perdeu a mãe no começo do ano, e acabou conhecendo Karina. Encontrou nos braços da menina conforto para suas noites mais solitárias e tristes. Apoiou-se em Karina esse tempo todo.
E agora, ela partiu.. Tinha mais coisas pra ver na vida, e não podia se tornar muleta do Dan.
Não que o Dan não a amasse, pelo contrário, amava sim. Mas desde que ele perdeu a mãe, Karina deixou de ser sua namorada, e se tornou substituta daquele carinho que lhe faltara.
O Dan alegre, brincalhão, carinhoso, prestativo.. Deu lugar a um Dan carente, deprimido, e reclamão.
Ela sentia falta de ser só sua namorada. De dividir os momentos bons e ruins, não só os ruins.
Por isso partiu.
Foi aí que o Dan se deu conta, de que perdera as duas mulheres de sua vida.
Chorou a noite toda, e foi a casa de Karina, a pediu pra voltar, ela negou.
Foi até a ponte e pulou.
Achou que a morte aliviaria a dor dele. Deixou uma carta pra Karina, com os seguintes dizeres:

Sou um fraco. Sou um fraco e covarde. Mas eu te amo. Agora na eternidade.

Foi aí que Karina percebeu, que Dan não seria triste pra sempre. E ele precisava de mais um tempo. E ela não o deu.

Karina foi até a mesma ponte e pulou. Precisava do Dan. Agora na eternidade.

3 comentários:

PaTY! disse...

Q triiiiiiiiiiiiiiiisteee!!
=(
O dan naum pode morrer
faz otra com ele ressucitando jnto com a namorada e a mae!?
pra ter um final feliz, naum gosto dos finais tristes!

__jey disse...

:O
é engraçado as formas que cada um tem de escrever, né??!! rs...
a gente percebe que somos pessoas diferentes cada vez que eu leio um texto seu e um meu!!! hahaha
seus textos: sempre com esses finais trágicos, rs... desencontros amorosos, mortes e afins, rsrs...
os meus: felizes, sonhadores, e um tanto quanto 'viajantes'. rs...
eu ainda acredito no final feliz!!
hahaha
mas ainda assim, gostei do texto!! :)
beijo keikeu!!! =**
s2

Kakau Tendrás disse...

Eu não vejo todos os dias coloridos. Just!^^