domingo, 13 de julho de 2008

1ª pessoa do singular

É incontestável o fato de que minha vida é verbalizada. Independentemente de doutrinas ou filosofias religiosas, tudo começou com um verbo: nascer. Uma pessoa repleta de paixões, que nutre e também absorve cada uma delas. Intensa por natureza, sim; o medo nunca fez parte dos meus planos e tampouco pretendo que faça.
Busco demais, leio demais, escrevo demais e amo demais. Meu coração é um relicário, me dôo às pessoas porque acredito nelas, imensamente e mansamente. Vez em quando tenho meus exílios voluntários, é notório o meu hábito de sumir por um breve período de tempo, mas volto. Sempre volto.
Vivo em eterna mutação: sempre para o melhor de mim. Vejo nuances, porque o óbvio nunca me foi benéfico. Mágoas eu tive, tenho, terei, sempre existe o inesperado, que nos leva de súbito o coração despreparado. De emoção eu transbordo e sou toda sentimento, esqueço as desventuras e me prendo ao que se prende a mim. Nada mais justo...Graças ao meu instinto de aventureira, me recuso a seguir caminhos traçados...O quê é a vida senão renovação? Então que seja bela e bem vivida.
E o propósito é verbalizado: aflorar, acrescentar, expressar, voar, reivindicar, ansiar, executar, expandir, fixar, mudar, poetizar, aprender, entender, formar, trocar, florescer, fluir, colorir, prosseguir, definir, reagir, sentir, crer, desenvolver, querer, saber, comover, surpreender e crescer, crescer, crescer...

3 comentários:

__jey disse...

o post 100° é com você, ok keikeu?! :)
rsrs
s2

Maluco Beleza disse...

Oi seu blog tá maneiro só falta postar mais coisas!
vlw até^^
http://evolucao-money.blogspot.com/

paty disse...

aaaaaaahh esqceu d um verbo AMAR
hahahahaa
pra variar o texto eh perfeito neh!!
e eu como uma leitora assidua estou aki comentando!
=D

bjoooooooooooooooo jeyzinhaa