quinta-feira, 15 de abril de 2010

Preconceito da Semana

Longe de mim querer transformar o 'Sim, crônicas' em um blog preconceituoso ou qualquer coisa do tipo, mas é que em uma das minhas voltas pra casa em um ônibus um tanto quanto cheio, tive essa ideia. Uma vez por semana ( ou não ), pretendo relatar algo que eu não suporte e seus devidos motivos. Claro que vocês podem comentar aqui e me convencerem do contrário, mas isso também pode não acontecer, então não se animem, em visto que sou teimosa e chata. Mais chata que teimosa. Enfim, vou parar de preliminares e partir logo pro que interessa. Para começar tal sessão, pensei em algo que reclamei hoje mesmo. Idosos no ônibus em horário de pico. É sério. Se você pega ônibus pra trabalhar, estudar, roubar, trepar ou qualquer coisa do tipo, você sabe do que eu estou falando. Sempre, eu digo sempre, tem dezenas de idosos na frente que simplesmente se recusam a deixar você, jovem-bonito-sexy, a passar. Não é questão de não te notarem é questão de querer avacalhar, como: Ah, você quer passar, né? Então sinta-se desafiado. Porque, assim, não tem explicação plausivel. Não vejo como uma pessoa sente prazer em encarar um ônibus lotado de trabalhadores e estudantes, por qualquer outro motivo a não ser s.a.c.a.n.e.a.r. E daí você me questiona: Que isso Kakau, são só velhinhos. Sim, são só velhinhos, que resolveram todos pegar ônibus as 18 horas. Exatamente as 18 horas. Digo, se são velhinhos não trabalham, não estudam, não roubam e não trepam (a grande maioria, salvando pouquissimas excessões) então para que raios pegar um ônibus SEIS HORAS DA TARDE DE UMA QUINTA FEIRA, minha gente? Se isso não for querer sacanear, não sei o que é. E daí eu entro, me contorciono bastante para não machuca-los, passo pé por pé, pago minha passagem e ainda sou obrigada a escutar que os jovens de hoje não sabem se comportar. Francamente, meus senhores. Francamente, viu?

Então fica registrado: Preconceito contra idoso que insiste em pegar ônibus em horário de pico.

Nenhum comentário: